10/12/2010 

 Usina de reciclagem de óleo vegetal é inaugurada em São José dos Campos (SP)  

 

O Instituto Camargo Corrêa (ICC) inaugurou, na quarta (8), a primeira usina de reciclagem de óleo vegetal em São José dos Campos, a 97 quilômetros de São Paulo. Em parceria com a Cooperativa de Reciclagem de Materiais São Vicente, a usina vai contribuir para o aumento da renda dos cooperados por meio da reciclagem e comercialização de óleo vegetal para a produção de biodiesel.

 

A iniciativa faz parte do projeto Óleo Vale, do programa Futuro Ideal, e reciclará 60 mil litros de óleo usado por mês. A parceria conta com o apoio da construtora Camargo Corrêa, Promon, MPE, Aliança Empreendedora e da Paróquia São Vicente de Paulo.

 

“Trabalhar para que o meio ambiente seja cada vez menos impactado pelas ações do homem é um dos objetivos do Futuro Ideal”, afirma Francisco Azevedo, diretor-executivo do ICC.

 

“A iniciativa de pensarmos, buscarmos e discutirmos soluções inteligentes e sustentáveis para o descarte de materiais, redução e otimização de consumo é primordial, hoje, para que os recursos naturais continuem a existir nas gerações posteriores a nossa.”

 

Criado em 2009, o projeto Óleo Vale trabalha para diminuir o impacto do descarte de óleo de cozinha. Segundo pesquisa da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), um litro de óleo é o suficiente para inutilizar 14 mil litros de água potável. Por ter propriedades de impermeabilização, quando descartado no solo, o óleo dificulta o processo de absorção da água e, além disso, durante sua composição, é emitido gás metano para a atmosfera.

 

Para seguir adiante, o projeto conta com o apoio da sociedade. O óleo a ser reciclado será coletado em bares, restaurantes, estabelecimentos comerciais, residências e indústrias da região do Vale do Paraíba, passa por diversos processos como filtragem, aquecimento e limpeza, que retiram 99,9% das impurezas, água ou outras substâncias que possam impedir a reciclagem do óleo.

 

Para implantar a unidade, foi feito um investimento de R$ 420 mil para compra de maquinários, veículos e para a construção da unidade de alvenaria, compra de equipamentos de segurança, contratação de assessoria para implantação do plano de negócios e coleta do óleo vegetal usado.

 

Graças a estruturação proporcionada pelos recursos doados, a Cooperativa conta com 140 metros quadrados. Com o processo de reciclagem praticado, estima-se que as 36 famílias envolvidas tenham um incremento de renda, no mínimo, R$ 250.

 

Até o momento, foram capacitados quatro cooperados para a operação da unidade de processamento de óleo e já está sendo feita a compra do óleo vegetal de cinco Cooperativas do Comitê dos Catadores do Vale do Paraíba. Também foi realizada a mobilização e informação da comunidade local com vistas à doação de produtos para reciclagem. Com recursos do Fundo de Crédito, foram angariados R$ 260 mil para construção da unidade de processamento e para a compra e adaptação do veículo que fará a coleta.

 

Este é o primeiro projeto deste modelo apoiado pelo ICC. O objetivo é disseminá-lo para outras regiões do Estado de São Paulo.



Imprimir


Acompanhar notícias (rss)